Veja detalhes da versão da Kombi Corujinha

PUBLICIDADE

A tradicional Kombi, da Volkswagen, apesar de ser muito versátil e com múltiplas configurações, nunca produziu uma versão de duas cabines no Brasil. Atualmente, esse modelo tem algumas unidades periódicas em circulação nacional, mas todas importadas da Alemanha. Esse modelo cabine dupla de três portas é projetado e fabricado pelas concessionárias de Belo Horizonte. A concessionária Carbel teve precedência na década de 1960 e até hoje há revendas.

Não há registro de informações sobre a produção e destino do modelo, mas alguns detalhes podem ser identificados. Em primeiro lugar, esta Kombi de cabine dupla em estilo coruja foi aparentemente produzida pela versão de passageiro chamada Standard na época, ao invés de baseada em um modelo de picape, como esperado. Esta Kombi exclusiva não abaixa a tampa lateral para ajudar a conter a carga como a caminhonete tipo picape – o mesmo vale para a cabine dupla alemã.

Obviamente, a Kombi que produziu a cabine dupla, é um modelo de luxo por causa de sua pintura em dois tons, forro e acabamento das portas. Trata-se de um modelo do final dos anos 1960, talvez 1968 ou 1969. Outro detalhe inesperado é a porta de escapamento: esta van única possui portas de escapamento nas duas portas de escape usadas pelo Volkswagen Beetle (para a van tradicional, a versão usada possui apenas uma porta de escapamento). Essa é outra diferença muito interessante do modelo.

Por fim, a lateral da carroceria é pintada com um grande logotipo da Carbel, que indica que o modelo não foi produzido para clientes, mas para uso interno dos revendedores. A cabine dupla de fábrica Kombi só foi fornecida pela Volkswagen em 1981, já em um modelo chamado Clipper, e pode ser equipada com um motor 1600 refrigerado a ar ou a diesel refrigerado a água. No entanto, a versão de cabine dupla da van nacional durou apenas até 1986.

 

PUBLICIDADE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest
This div height required for enabling the sticky sidebar