Sem o ICMS, qual poderá ser o preço da gasolina no futuro?

PUBLICIDADE

Mantenha-se atualizado com os últimos desenvolvimentos em preços de combustível e entenda se a isenção de impostos tem impacto sobre os preços.

Para conter o aumento dos preços dos combustíveis, os estados e distritos federais optaram por congelar o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Agora, de 1º de novembro de 2021 a 31 de janeiro de 2022, a incidência do imposto sobre o preço do combustível é zero.

Por exemplo, ações destinadas a conter a alta dos preços não serão capazes de manter o crescimento futuro da gasolina e do diesel. O motivo está relacionado a um dos “motores” que levaram a esse crescimento, no caso, a desvalorização do real frente ao dólar.

Só neste ano, a alta acumulada da moeda frente ao real chega a 7,82%, e por se tratar do valor do petróleo, mesmo que o ICMS seja zero, o preço do combustível tende a subir, que é o que vimos no início deste mês. fato.

Em outubro, os preços da gasolina subiram 3,10%, o maior impacto individual sobre a inflação até agora.

Mas como zerar o ICMS hoje?

Segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio da gasolina nos postos de todo o país ficou estável na semana passada, cobrando em média R $ 6,752 o litro. Em 2021, o crescimento acumulado dos produtos é de 49,48%.

No caso do diesel, a situação da semana passada também ficou estável em termos de preços, com um preço médio de venda de 5,356 reais o litro. A alta acumulada desse produto é de 47,35%. Os cilindros também são outro que mantém um preço médio, com um custo em torno de 102,27 reais.

O único que apresentou subida foi o etanol, que aumentou 0,37% no mesmo período, custando em média R$ 5,414 e acumulando 70,25% de alta no ano.

 

PUBLICIDADE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest
This div height required for enabling the sticky sidebar