Transferência de usado será menos burocrática

anúncio

O cadastro eletrônico denominado Renave deve agilizar o processo e reduzir custos. O sistema entrou em vigor.

Com a implantação do Cadastro Nacional de Estoque de Veículos (Renave), o repasse de carros usados ​​deve ficar mais fácil. Trata-se de um sistema eletrônico que elimina a necessidade de cadastro físico para que os veículos possam entrar e sair eletronicamente nas concessionárias ou multimarcas.

As vantagens incluem redução da burocracia e menores custos no processo de compra e venda, pois não haverá mais a necessidade de transferência da propriedade do veículo para revenda. Além disso, o registro eletrônico garante que os revendedores ao consumidor sejam responsáveis ​​por quaisquer multas ou incidentes. A estimativa é que a Renave consiga economizar para a loja o custo de R$ 980,00 por carro vendido, que pode ser repassado aos clientes, barateando os carros usados.

O sistema foi proposto pelo ministro da Cidade Gilberto Kassab (Gilberto Kassab) e pelo ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa (Guilherme Afif Domingos). Economia de até 6 bilhões de reais para a empresa. “Estamos eliminando os registros físicos e passando para um único registro eletrônico, que será feito na hora da venda. Além das facilidades, o sistema também pode garantir a segurança da equipe de vendas e do funcionamento da empresa que adquiriu o veículo”, disse Domingos.

Esta mudança também afetará novos veículos e integrará notas fiscais eletrônicas e Raynham. O projeto do governo também prevê que, no futuro, dados do Denatran, Detrans, Receita Federal e Fazenda do Estado sejam integrados para criar um sistema único contendo todos os dados dos veículos (da primeira venda à destruição).

anúncio

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest
This div height required for enabling the sticky sidebar