É hora de vender seu carro? Carros usados ​​valem até 50% e superam a aplicação

anúncio

A taxa de revenda de veículos novos adquiridos em março do ano passado pode chegar a até 50% do valor pago.

A falta de investimento na indústria automobilística durante a pandemia subverteu a lógica de comprar um carro novo não é um bom investimento. Antes disso, o veículo havia perdido em média 20% do preço de venda imediatamente após sair da concessionária.

 

Uma pesquisa da KBB, empresa de pesquisa e comparação de preços automotivos, mostrou que quem comprasse um carro novo em março do ano passado poderia revender o mesmo modelo a um preço 28% superior ao pago. No caso dos modelos de marcas de luxo, a valorização pode chegar a 50%.

Esses percentuais são muito superiores ao retorno médio do investimento no período. Nas aplicações de renda fixa, o índice utilizado como referência é o CDI, que apresenta taxa de retorno de 4,54% de março de 2020 a setembro de 2021.

Para quem investe em bolsa, a ideia é a mesma. O Ibovespa, principal índice da bolsa de valores, teve rentabilidade de 2,9% no período.

O Jeep Renegade Crossover (versão 4P 1.8 16V FLEX 4 × 2 Automático) adquirido no início da pandemia foi vendido por 68 mil reais, mas agora pode ser revendido por 87,4 mil reais. Ao valor nominal (independentemente da inflação), a transação gera um retorno de 30%.

Quem comprar o Volkswagen Gol (versão mecânica Hatchback 4P 1.0 12V Flex 4P 4 × 2) pode ter uma renda 18% maior do que pagou. O carro mais popular do país foi vendido a 43.300 reais em março do ano passado e agora pode ser revendido por 51.200 reais.

anúncio

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest
This div height required for enabling the sticky sidebar