Diferença entre Financiamento e Leasing

anúncio

Comprar um carro é o sonho da maioria dos brasileiros. Não é necessário apresentar em detalhes a praticidade de aumentar a vida dos proprietários de automóveis, e os proprietários de automóveis não precisam mais depender do transporte público para ir ao trabalho, ou mesmo aproveitar seus momentos de lazer. Para realizar esse sonho, o mais comum é recorrer a financiamento. Porém, observe que esta não é a única forma de as instituições financeiras mediarem o processo de compra de seu carro.

A opção de financiamento é o leasing. Você pode nunca ter ouvido falar desse termo antes, mas não tenha medo. Os contratos de locação não são comuns no Brasil, mas fique atento, pois podem trazer alguns benefícios, principalmente quando o orçamento é apertado. Vale ressaltar que por se tratar de uma operação financeira, o cliente deve entender suas próprias características. Para saber mais sobre o que é essa abordagem e como ela difere do financiamento tradicional, continue lendo.

O QUE É FINANCIAMENTO?

Você já deve ter ouvido falar de financiamento, não é? Mesmo em comerciais de TV brasileira, esse é um termo muito comum. Mas o que exatamente esse termo significa? Financiamento nada mais é do que uma operação financeira destinada a um consumidor que instala um produto (ou serviço) parcelado, e o consumidor não poderá adquirir o produto (ou serviço) quando necessitar do pagamento à vista. Assim como em outras transações financeiras, a agência responsável pelo financiamento da compra também cobrará uma taxa para alocar os fundos. Como sempre, essa taxa inclui a taxa de juros no valor inicial. Ou seja, a instituição financeira comprará o produto e, em seguida, obterá mensalmente empréstimos com juros diretamente do consumidor.

O QUE É LEASING?

O contrato de arrendamento é realizado através de regime de arrendamento mercantil. Ou seja, o veículo fica alugado aos clientes por um determinado período de tempo. O processo vai proceder da seguinte forma: Primeiro, você precisa comprar um carro e chegar a um acordo com o banco, quer você queira ou não. Uma vez calculado o valor do financiamento, a financeira é a empresa que pagará pela compra do carro. A partir daí, você vai pagar algum tipo de mensalidade.

Neste contrato, o carro estará em nome do banco. No entanto, você pode comprar este carro a qualquer momento durante o período do contrato. Caso o carro não seja adquirido após o término deste período, será devolvido ao banco. Normalmente, esse período dura dois anos. Se você não deseja devolver o veículo, mas não tem o valor da compra, basta renovar o visto.

FINANCIAMENTO OU LEASING?

O leasing também é considerado uma forma de financiamento, mas quando esse termo é utilizado, geralmente nos referimos a CDC-Crédito Direto ao Consumidor. Essa abordagem é basicamente um empréstimo bancário. O maior diferencial do leasing é que, desde o início, os veículos financiados da forma tradicional estarão em nome do comprador. Porém, a negociação só poderá ocorrer após o pagamento de todas as parcelas. No arrendamento mercantil, o veículo não pode ser vendido antes do vencimento do contrato, afinal, é propriedade do banco.

Uma vantagem do arrendamento mercantil sobre o CDC é a isenção do IOF-Imposto sobre Operações Financeiras. Aqui, a aprovação do crédito também é mais fácil, pois o registro do carro como propriedade do banco garante que a dívida será quitada. Mesmo assim, para os indivíduos, essa abordagem ainda é mais vantajosa para as empresas do que para os indivíduos. A razão é que o parcelamento pode ser deduzido do imposto de renda, e o veículo locado não aumentará o patrimônio da empresa.

E AGORA?

Como vimos, cada forma de contrato traz suas vantagens e desvantagens. Embora seja inegável, o leasing ainda é uma opção de financiamento mais barata.

anúncio

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest
This div height required for enabling the sticky sidebar